Páginas

02 dezembro 2011

Deu na Rádio!

Estive no Brasil esses dias, foi uma viagem maravilhosa. Dentre as coisas boas que me aconteceram profissionalmente foi a entrevista para o Universo Literário, da UFMG. A entrevistadora é a mineiríssima Rosaly Senra dona do delicioso blog Quitandas de Minas. =)

13 outubro 2011

06 setembro 2011

Blog de receitas da Socorro Acioli!

A Socorro Acioli  tem um blog novo! O Mesa de Azulejos! É um blog com receitas deliciosas, fáceis e sem bicho morto. =)
Ela convidou a  mim e à Janaína Tokitaka para gentilmente colaborarmos com as ilustrações de cabeçalho deste novo espaço! O legal é que cada vez que o blog é acessado, ele muda de roupa.
To feliz com a nova parceria. Meu objetivo é produzir uma nova ilustração - e uma receita do Mesa de Azulejos - a cada mês. ;)


A pessoa aqui comeu o "S" do "mesa de azulejoS'. Acho que o meu forte é o desenho mesmo. =)

02 setembro 2011

Adoro meu trabalho!

E odeio matemática. Com todas as minhas forças!

21 julho 2011

Lembro-me bem daquelas noites...


Durante muitos anos vivi num casarão no Grajaú. Era lindo! Tinha vários pés de frutas (caju, manga, goiaba, abacate, limão, amora...), um bom quintal pra brincar, um quarto pra cada irmão, porão, sótão, casinha na árvore e casinha lá de cima... mas tinha um porém: ficava na subida de uma favela. Com o passar dos anos a violência do Rio de Janeiro foi aumentando e os tiroteios viraram uma rotina. No início eram pelas noites, com o passar dos anos já era sem hora pra acontecer. Por ter vivido tão de pertinho essa realidade, o trabalho em cima do texto da Sônia Barros está fluindo tão natural. Foi só revisitar minhas lembranças das noites no Grajaú.
Lembro de uma vez, eu já era grande, lá pelos 20 anos. Estava só em casa e começou um tiroteio daqueles que a gente escuta até as balas ricochetearem nas paredes vizinhas. Liguei pro meu pai e ele disse: "Minha filha, não há nada o que fazer. Se acalma. Deita no chão da sala e dorme aí. Amanhã nos falamos."
Apesar do meu medo e da minha revolta ele tinha razão, não havia nada o que fazer. Tempos depois ele alugou um apê e me levou com ele pra viver no Flamengo. E agora então, vivendo em Barcelona o Grajaú virou lembrança, literalmente distante. Uma mescla de boas recordações (como o pão de queijo da Verdum, o Seu Paulinho da papelaria da Borda do Mato ou o peixeiro que nunca soube o nome que me dava sardinhas pra levar pra Lua, a gata lá de casa) com lembranças não tão felizes como as noites de Benedito, de ver os traçantes pela janela e ter de dormir no chão.

Mas será o Benedito?







27 junho 2011

Hora do chá.

Segunda prancha da aula de acrílico. Pouco a pouco vou soltando a mão! ˆ ˆ

21 junho 2011

Estudando sempre e sempre! E sempre!


Primeira prancha da aula de pintura em acrílico! Tava com saudade de pintar sem me preocupar com nada.

17 junho 2011

Desenvolvimento


Lembro em 2007, a dificuldade que eu tinha para desenhar personagens. Todos me saiam duros, empalados e de frente. Em 3 anos e pouco fui ganhando jogo de cintura... a melhor maneira se desenvolver em alguma coisa é praticando muito. Assim é com a música, com os esportes, com a culinária, com o desenho. E o mais legal é que é uma trajetória sem fim! Sempre dá pra melhorar.

Deu na internet!


Entrevista que conta um pouquinho da minha trajetória profissional.

22 maio 2011

Cartas




Poético, delicado, nostálgico.  Adorei esse texto!

06 janeiro 2011

Uma vez eu desenhei um cachorro...




E quase um mês depois eu vi o mesmo cachorro que imaginei na porta do mercado! Adoro essas coincidências! ˆ